Do Clássico pra Rua

VOLTAR

Do Clássico pra Rua

Nascida e criada em Paraty, caiçara, 20 anos, Thalía Oliveira começou seu trabalho participando do projeto social “Educar pela Dança”. A sede do projeto se situa na periferia da cidade, entre os bairros Ilha das Cobras e Mangueira.

A exposição “Do Clássico pra Rua”, em cartaz no espaço do Café Cultural, da Casa da Cultura, retrata o cotidiano de bailarinos, em contraste com ambientes urbanos; seus conflitos internos, perspectivas e dificuldades rumo ao sonho da profissionalização. Para tanto, a estética proposta consiste na poesia de um olhar voltado para a comunidade, suas vivências e carências, a fim de mostrar que onde há arte, a violência é inibida.